Actellic 500 EC

Nome técnico: Pirimifós-metílico

Grupo químico: Organofosforado

Nome químico: 0-2-diethylamino-6-methylpyrimidin-4-yl 0,0-dimethyl phosphorothioate (PIRIMIFÓS-METÍLICO)

Proporção:

PIRIMIFÓS-METÍLICO.....................................................500 g/L (50,0% m/v)

Ingredientes inertes......................................................525 g/L (52,5% m/v)

Estado físico do produto: líquido de cor palha-claro

Formula química: C11H20N3O3PS

Solubilidade: miscível em água

Modo de ação: contato e ingestão

Compatibilidade: compatível com a maioria dos inseticidas

Registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA: 01238404

Apresentação: balde de 20 litros e caixa de 12 litros (12 frascos plásticos de 1 litro cada)

Medidas de limpeza e higienização na unidade armazenadora

Promover limpeza por meio de varredura, aspirador industrial e/ou lavagem, eliminando todas as sobras de grãos, sacaria velha etc., no armazém ou silo, bem como em todos os equipamentos para reduzir a população de insetos (larvas e adultos) sobreviventes. Após a limpeza, realizar a desinfestação no ambiente para eliminar todos os insetos que restaram, dando especial atenção aos cantos e frestas. Utilizar ACTELLIC 500 EC na dose recomendada no item “instruções de uso” dentro e fora do armazém, paiol ou silo. O volume de água a se utilizar na desinfestação de silos e armazéns irá variar de acordo com o tipo de superfície onde se vai aplicar. As superfícies mais porosas exigem maior volume de água.

Sacaria

Para grãos ensacados, aplicar a calda (vide item "instruções de uso") diretamente sobre a sacaria por ocasião de seu empilhamento.

Grãos a granel

Nos grãos a granel, a aplicação de ACTELLIC 500 EC deverá ser realizada diretamente nos grãos no início do armazenamento. A dose utilizada (8-16 mL/L/ton) depende de por quanto tempo se pretende armazenar. Quanto maior a dose, maior o período de proteção.

Instruções de Uso

PRAGAS CONTROLADAS POR ACTELLIC 500 EC
Grãos Nome comum Nome científico
Trigo Caruncho-dos-cereais Sitophilus zeamais
Arroz Traça-dos-cereais
Caruncho-dos-cereais
Sitotroga cerealella
Sitophilus zeamais e S. oryzae
Milho Caruncho-dos-cereais/ gorgulho
Traça-dos-cereais
Sitophilus zeamais
Sitotroga cerealella
Cevada Traça-dos-cereais Sitotroga cerealella

MODO DE APLICAÇÃO

Grãos a granel

Utilizar os equipamentos próprios para pulverização diretamente sobre os grãos nas esteiras transportadoras no início do armazenamento. Utilizar de 8 a 16 mL de ACTELLIC 500 EC por tonelada de grãos, diluídos em 1 litro de água ou menos, dependendo do equipamento. Observar uma boa cobertura de pulverização sobre o cereal.

Grãos ensacados

Utilizar 0,5 mL de ACTELLIC 500 EC diluído em 50 mL de água para cada m2 de superfície de saco na ocasião de seu empilhamento. Aplicar com pulverizador costal manual. Tratar cada fileira de sacos e, quando a pilha estiver formada, pulverizar lateralmente.

Obs: os cereais deverão ser expurgados antes do tratamento, se houver infestação.

Desinfestação de silos e armazéns

Aplicar o produto no armazém vazio, por meio de pulverizador, atingindo toda a superfície das paredes, teto e chão. Usar de 100 a 200 mL por 100 m2 de superfície aplicada, diluídos em 2 a 25 litros de água, dependendo da porosidade da superfície.

Intervalo de segurança

Arroz(*), Cevada (*), Milho e Trigo............................30 dias (**)

(*) Não beneficiados e com casca.

(**) O intervalo de segurança refere-se ao período de tratamento dos grãos armazenados e sua comercialização.

Obs: os grãos armazenados, após o intervalo de segurança, podem ser utilizados para consumo humano.

Intervalo de reentrada de pessoas nas culturas e áreas tratadas

Pessoas sem equipamentos de proteção individual (EPIs) somente deverão entrar nas áreas tratadas após completa secagem da calda de pulverização.

Ficha Técnica

  Voltar
Av. Visconde de Sousa Franco, 526 Térreo - Bairro Reduto (Doca) - Cep: 66053-000 - Belém - PA.